O que é BIM e por que ele é bom para a sua obra?

Saiba mais sobre o Building Information Modeling, que agrega informações da construção já na fase de projeto

Não é segredo para ninguém que arquitetos e engenheiros já não trabalham mais em cima de grandes pranchetas com lapiseira e régua na mão. O uso do computador para realização de desenhos técnicos e maquetes já faz parte da profissão há muitas décadas, mas durante os últimos anos uma nova tecnologia se difundiu nesse cenário e ela se chama BIM (Building Information Modeling, ou Modelagem da informação da Construção).

Como funciona o BIM?

As técnicas tradicionais de desenho arquitetônico no computador se assemelham muito à ideia inicial de lapiseira e prancheta, porque proporcionam aos projetistas exatamente isso: uma prancheta virtual. Já utilizando softwares com a tecnologia BIM, como o nome já nos diz, o modelo trabalhado possui informações do mundo real e o exercício de projeto se torna uma simulação virtual da construção.

Por exemplo, em BIM, para representar uma parede não basta apenas desenhar algumas linhas e definir a sua espessura, como seria feito em uma prancheta, mas sim dizer ao software que você está desenhando uma parede com comprimento, altura e espessura reais, além de dados de materiais, acabamentos, eficiência energética e muito mais. Assim, a parede que antes era apenas um conjunto de linhas, agora possui diversas informações que auxiliam não apenas no projeto, mas também no planejamento da obra, no orçamento, em estratégias de sustentabilidade e até na manutenção futura da edificação.

Como o BIM pode diminuir o tempo de um projeto?

Outra grande vantagem do BIM é que o trabalho é todo realizado em três dimensões, facilitando na compatibilização dos projetos de arquitetura e engenharia. Em vez de sobrepor diversas camadas de desenho e procurar problemas que poderiam não ser identificados na etapa de projeto, com o BIM essas incompatibilidades são identificadas automaticamente. Por exemplo, um encanamento passando por uma viga no cantinho de uma folha pode passar batido ao olhos, mas ao utilizar o BIM as diversas equipes envolvidas conseguem rapidamente identificar pontos de conflito e corrigi-los, otimizando o tempo de projeto e diminuindo imprevistos e prejuízos em obra.

Como se percebe, as vantagens que a modelagem com informação oferece são numerosas tanto para quem trabalha com o projeto quanto para quem está precisando dele, independente da escala da obra. Seja para uma residência com apenas um pavimento ou em edificações complexas, como na arquitetura hospitalar, aqui na Redora trabalhamos com a tecnologia BIM para realizar nossos projetos de arquitetura e possuímos parceiros que também a utilizam para projetos de engenharias e complementares. Caso você queira saber mais sobre o assunto e como ele pode ser o diferencial para a sua obra, entre em contato conosco através de nossas redes sociais, e-mail ou telefone.